Arquivo da Categoria: Portal SNS

Gratuito: Portugal eHealth Summit – transformação digital da Saúde – de 4 a 6 de Abril em Lisboa

SPMS organiza evento sobre transformação digital da Saúde

A SPMS – Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, EPE vai realizar o evento “Portugal eHealth Summit” na Sala Tejo, do complexo Meo Arena, entre 4 e 6 de Abril, em Lisboa.

De dimensão internacional, o evento centra-se no processo de transformação digital da Saúde, envolvendo a indústria farmacêutica, a Agência Europeia do Medicamento, entidades de saúde, empresas do setor tecnológico, organismos da Administração Pública, instituições ligadas ao meio académico, entre outras entidades.

Durante três dias, a SPMS vai apostar num modelo dinâmico, com uma área dedicada a exposições e um enfoque na partilha de conhecimento e experiências, o evento centra-se num modelo de debate, conferência e entrevistas sobre diversos temas relacionados com a inovação de sistemas de informação, interoperabilidade, telesaúde, segurança e proteção de dados, big-data, apps e Mobilidade, e-procurement, e-commerce, literacia em saúde, robótica, cloud, entre outros.

Com a ambição de alavancar o posicionamento estratégico de Portugal na área de eHealth, o evento, de dimensão internacional, pretende valorizar o processo de Transformação Digital da Saúde, envolvendo a indústria farmacêutica, a Agência Europeia do Medicamento, entidades de saúde, empresas do setor tecnológico, organismos da administração pública, startups nacionais, instituições ligadas ao meio académico, entre outras entidades.

A participação no encontro é gratuita, mas carece de inscrição prévia.

Para saber mais, consulte:

Dia Mundial da Água – 22 de março

Dia Mundial da Água - 22 de março

Em 1993, a Assembleia Geral das Nações Unidas designou o dia 22 de março como o Dia Mundial da Água e desde então todos os anos este dia é celebrado. O programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável da Direção-Geral da Saúde atribui  a maior importância à água, como elemento central para a saúde e combate à doença.

A água que está no centro da roda dos Alimentos. Hoje sabemos que quem bebe maiores quantidades de água diariamente, ingere em média menos energia, consome menos calorias a partir de bebidas com açúcar, menos gordura total e saturada, menos açúcar, menos sal e colesterol.

Por esse motivo, se chama a atenção a atenção para a necessidade das escolas e outros locais públicos terem uma verdadeira política de disponibilização de água e sua promoção.

Saiba mais em no blogue Nutrimento.

Informação do Portal SNS:

Consumo regular de água é fundamental para uma vida saudável

Em 1993, a Assembleia Geral das Nações Unidas designou o dia 22 de março como o Dia Mundial da Água e desde então todos os anos este dia é celebrado.

A Direção-Geral da Saúde (DGS), através do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS), tem dado a maior importância à água, como elemento central para a saúde e combate à doença. A água que está no centro da roda dos Alimentos.

O consumo regular de água é fundamental para promover uma alimentação saudável.

Somos constituídos essencialmente por água, sendo por isso essencial à vida. A água é a principal constituinte celular, serve de meio de transporte dos nutrientes e está envolvida em todas as reações metabólicas do organismo.

A não ingestão de água torna mais difícil a regulação da temperatura corporal e o normal funcionamento dos órgãos, dificultando o controlo do peso corporal.

A desidratação, provocada pela ausência da ingestão de líquidos ao longo do dia e, em particular, quando a atividade física aumenta, pode ser responsável por sintomas como dores de cabeça e cansaço afetando também a capacidade de concentração, atenção e memória.

Hoje sabemos que quem bebe maiores quantidades de água diariamente, ingere em média menos energia, consome menos calorias a partir de bebidas com açúcar, menos gordura total e saturada, menos açúcar, menos sal e colesterol.

Por esse motivo, o PNPAS tem chamado a atenção para a necessidade das escolas e outros locais públicos terem uma verdadeira política de disponibilização de água e sua promoção.

Para saber mais, consulte:

Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável – www.alimentacaosaudavel.dgs.pt

Aberto concurso para prestação de serviços de medicina dentária

Aberto concurso para prestação de serviços de medicina dentária

O Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, apresentou no dia 20 de março de 2017, no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Saúde Oral, o alargamento nacional do projeto-piloto de integração de médicos dentistas nos Cuidados de Saúde Primários do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

A SPMS – Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, EPE, entidade responsável pelo acordo quadro para prestação de serviços de medicina dentária às instituições e serviços do SNS, divulga que o concurso público está a decorrer, até ao dia 4 de maio de 2017 inclusive.

Para aceder à informação sobre o concurso público para prestação de serviços de medicina dentária nos cuidados de saúde primários e respetivas candidaturas, os interessados devem consultar a Plataforma Eletrónica da SPMS.

De acordo com a SPMS, o acordo quadro de medicina dentária agora publicado permitirá a criação de uma bolsa de profissionais que ficarão disponíveis para contratação.

O Governo, no seu programa para a saúde, estabelece como prioridade, expandir e melhorar a capacidade da rede dos cuidados de saúde primários, através designadamente da ampliação da cobertura do SNS na área da saúde oral. Considera-se assim, fundamental, recuperar a centralidade nos cuidados de proximidade, diferenciando a sua capacidade resolutiva e aumentando a confiança dos utentes neste nível de cuidados, nomeadamente em áreas onde tem existido menor investimento.

Para saber mais, consulte:

Simplex na saúde: cidadãos já podem obter comprovativo de presença online

O cidadão já pode obter a declaração comprovativa em como foi assistido numa instituição de Saúde através do Portal SNS – Área do Cidadão.

Apesar de recente, o serviço tem tido uma procura significativa por parte dos cidadãos, registando-se o acesso a 1151 comprovativos de presença, entre os dias 18 de fevereiro e 8 de março de 2017.

Em alinhamento com a transformação digital, esta funcionalidade permite que o cidadão, dependendo do motivo que o levou a uma unidade de Saúde, possa utilizar apenas o formato digital do seu comprovativo.

No contexto da simplificação de processos administrativos (Simplex), a nova funcionalidade apresenta diversas vantagens, nomeadamente maior comodidade para o cidadão, sendo expectável atingir-se, ao nível do SNS, poupanças consideráveis em papel, tinteiros e no tempo despendido em tarefas administrativas.

Atualmente, o comprovativo de presença encontra-se disponível para eventos ocorridos em algumas unidades de cuidados de saúde hospitalares do país. Futuramente, também ficará acessível para consultas no âmbito dos cuidados de saúde primários.

Numa ótica de agilização de processos, a SPMS – Serviços Partilhados do Ministério da Saúde e a Administração Central do Sistema de Saúde, IP divulgaram, no dia 14 de março, uma circular conjunta, onde é apresentado o manual de procedimentos a adotar, garantindo a informação necessária a todas as instituições hospitalares, para que a declaração de presença fique acessível na Área do Cidadão do Portal SNS.

Na circular apresentam-se os procedimentos para se efetuar o registo correto de informação no software administrativo SONHO e no software SClínico Hospitalar, já as instituições hospitalares que utilizam outros softwares devem garantir o registo, da mesma informação, nas aplicações que detêm e estão integradas com a Plataforma de Dados da Saúde (PDS). A circular é dirigida a todos os Hospitais do SNS, Unidades Locais de Saúde e Administrações Regionais de Saúde.

Para o cidadão obter o seu comprovativo de presença, bem como aceder a um vasto conjunto de outras funcionalidades úteis, basta registar-se na  Área do Cidadão do Portal SNS

Para saber mais, consulte:

Dia Mundial da Tuberculose a 24 de Março em Lisboa – DGS

Dia Mundial da Tuberculose - 24 de março

A Direção-Geral da Saúde, através do programa Nacional para a Infeção VIH, Sida e Tuberculose, assinala o Dia Mundial da Tuberculose, no próximo dia 24 de março, sexta-feira, com uma sessão comemorativa que terá início às 15h30, no 3º Piso do Ministério da Saúde, Av. João Crisóstomo, em Lisboa.

Nesta sessão serão apresentados os dados provisórios de 2016 e discutidos os objetivos e estratégias para 2017 e 2018.

A sessão contará com a presença do Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, e do ex-Presidente da República, Jorge Sampaio.

Informação do Portal SNS:

DGS assinala data, com sessão comemorativa, a 24 de março

A Direção-Geral da Saúde (DGS), através do Programa Nacional para a Infeção VIH, Sida e Tuberculose, assinala o Dia Mundial da Tuberculose, no próximo dia 24 de março, sexta-feira, com uma sessão comemorativa, que terá início às 14h30, na sede do Ministério da Saúde, na Av. João Crisóstomo, 3.º piso, em Lisboa.

Nesta sessão serão apresentados os dados provisórios de 2016 e discutidos os objetivos e estratégias para 2017 e 2018.

A sessão contará com a presença do Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, e de Jorge Sampaio, que foi Presidente da República entre 1996 e 2006 e se dedicou à luta contra a tuberculose, como Enviado Especial das Nações Unidas.

Programa

  • 14h30 Sessão de Abertura
    Francisco George, Direção-Geral da Saúde
  • 15h00 Apresentação dos dados provisórios de 2016
    Raquel Duarte, Programa Nacional para a Infeção VIH, SIDA e Tuberculose
  • 15h30 Objetivos e estratégias para 2017 e 2018
    Raquel Duarte e Isabel Aldir, Programa Nacional para a Infeção VIH, SIDA e Tuberculose
  • 16h00 Discussão e Encerramento
    Jorge Sampaio
    Adalberto Campos Fernandes, Ministro da Saúde

Sobre o Dia Mundial da Tuberculose

O Dia Mundial da Tuberculose, assinalado a 24 de março, foi definido em 1982, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em homenagem aos 100 anos do anúncio da descoberta do bacilo causador da tuberculose, em 1882, por Robert Koch.

Este ano, com o tema “Leave no one behind. Unite to end TB” (Não deixe ninguém para trás. Unidos para erradicar a tuberculose), recorda-se que esta doença é a segunda principal causa de morte no mundo, depois do VIH/Sida (Vírus da Imunodeficiência Humana).

Para saber mais, consulte:

Programa Iniciativas de Saúde Pública: Projetos EEA Grants apresentam resultados dia 30 de março

 

A Administração Central do Sistema de Saúde, IP (ACSS), enquanto Operador do Programa Iniciativas em Saúde Pública – EEA Grants (PT06), promove no dia 30 de março, o Seminário Public Health Initiatives Programme – EEA Grants 2009-2014 | Sustainability and future Challenges.

O seminário, a decorrer no auditório do Infarmed (Parque de Saúde de Lisboa), tem como objetivo a disseminação dos projetos financiados e dos seus resultados e contribuir para o reforço das relações bilaterais entre Portugal, os Promotores de Projeto e os países doadores e beneficiários do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu.

A iniciativa pretende ainda fomentar a troca de experiências, o debate sobre saúde pública e o estabelecimento de novas parcerias entre as instituições portuguesas e as instituições dos restantes países beneficiários (Bulgária, Polónia, Chipre, República Checa, Estónia, Hungria, Lituânia, Roménia e Eslovénia e Portugal).

O evento contará com a presença de representantes dos Países Doadores, Financial Mechanism Office, da Unidade Nacional de Gestão, do Conselho Diretivo da ACSS, bem como de altos representantes das diferentes instituições da área da saúde (nacionais e internacionais).

Para saber mais, consulte:

Administração Central do Sistema de Saúde, IP – http://www.acss.min-saude.pt

Saúde materno-infantil: Portugal entre os cinco melhores

IBT destaca indicadores de saúde materno-infantil

O International Business Times, órgão de comunicação norte-americano no segmento do jornalismo económico, coloca Portugal entre os cinco melhores países, do mundo, na prestação de cuidados de saúde.

No artigo, assinado por Elana Glowatz e publicado no passado dia 15 de março, salienta-se, em relação a Portugal, que este logrou atingir, em cerca de cinquenta anos, uma das mais baixas taxas de mortalidade infantil do mundo. Esta foi de apenas 2,92/1.000 nados- vivos em 2015, contra 85/1.000 nados-vivos em 1960.

A jornalista considera, como critérios diferenciadores, a prevenção e a erradicação de doenças, a vacinação e a prestação de apoio psicológico.

Entre os países distinguidos, figuram, também, Canadá, Luxemburgo, Coreia do Sul e Alemanha.

Visite:

International Business Times – 5 Top Countries For High-Quality Health Care Around The World  (em inglês)