Cérebro e Ética | Novos desafios: Seminário do Conselho Nacional de Ética presta tributo a Lobo Antunes

26/10/2017

O Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida realiza o XX Seminário Nacional, dedicado ao tema «Cérebro e Ética | Novos desafios», no dia 30 de outubro.

O evento, que decorre no Auditório 2 da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, será uma homenagem ao anterior Presidente do Conselho Nacional de Ética, João Lobo Antunes.

O seminário conta com António Damásio e Hanna Damásio na conferência de abertura, palestras de Bernd Stahl, Rui Costa e Margaret Boden e comentários de Rui Oliveira e Nuno Sousa.

A entrada é livre e aberta a todos os cidadãos interessados.

Para saber mais, consulte:

XX Seminário Nacional “Cérebro e Ética, Novos desafios – Tributo a João Lobo Antunes” a 30 de outubro em Lisboa

XX SEminário Nacional CÉREBRO E ÉTICA, NOVOS DESAFIOS - TRIBUTO

O Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida realizará o seu XX Seminário Nacional dedicado ao tema “Cérebro e Ética, Novos desafios – Tributo a João Lobo Antunes”, no próximo dia 30 de outubro, no Auditório 2 da Fundação Calouste Gulbenkian.

É objetivo do Seminário debater os progressos mais relevantes nas áreas das neurociências e promover a discussão bioética sobre esta matéria junto da sociedade. O evento será uma homenagem ao anterior Presidente do Conselho Nacional de Ética, JOÃO LOBO ANTUNES.

Conferência de Abertura

ANTÓNIO DAMÁSIO E HANNA DAMÁSIO

Conferências de

BERNARD STAHL, RUI COSTA e MARGARET BODEN

Comentários de

RUI OLIVEIRA e NUNO SOUSA.

Programa completo AQUI
A iniciativa tem o Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República.

A entrada é livre e aberta a todos os cidadãos interessados.

INSCRIÇÕES em AQUI ou para seminarionacional@cnecv.pt

Sessão “Vacinas para a Vida – Desafios e Inovações” a 1 de Junho em Lisboa

Sessão

No âmbito das comemorações do Dia Mundial da Criança, a Direção-Geral da Saúde e os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde promovem no próximo dia 1 de junho a sessão “Vacinas para a Vida – Desafios e Inovações”, a ter lugar pelas 16h00, no Auditório dos Espaços Comuns da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa e da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa, conta com a presença dos Ministros da Educação e da Saúde.

Esta sessão integra o Encontro “Saúde, Género e Violência Interpessoal”, organizado pela Direção-Geral da Saúde, que decorrerá entre o dia 1 e 2 de junho no mesmo local.

Para mais informações consulte o Programa.

Portugal com nota positiva nos desafios colocados pelo Comité de Proteção Social

Portugal com nota positiva nos desafios colocados pelo Comité de Proteção Social

O Comité de Proteção Social, da Comissão Europeia, no âmbito das suas atividades propôs aos diferentes Estados-Membros, em 2016, recomendações especificas relacionadas com as áreas da proteção social, inclusão social e saúde.

No dia 23 de março de 2017, o mencionado Comité reuniu os seus delegados e em conjunto com o Grupo de Saúde Pública de Alto Nível avaliaram as reforma em curso, face as recomendações especificas emitidas, para cada Estado-Membro.

No âmbito do setor da Saúde Portugal obteve a seguinte avaliação:
“Portugal tem vindo a implementar uma série de medidas que, na sua maioria, respondem às recomendações do Comité de Proteção Social, a saber, de entre outras:

i) Estabelecer medidas para um maior controlo da despesa pública e para o estabelecimento de um sistema de compras centralizado;
ii) Melhorar e alargar a capacidade da rede de cuidados de saúde primários;
iii) Continuar a reforma do sector hospitalar, com vista a melhorar a gestão e a comunicação de dados da saúde, bem como a articulação entre diferentes níveis de prestação de cuidados;
iv) Reforçar, em toda a rede, a capacidade de resposta dos cuidados de saúde de longa duração.

Para além disto, no âmbito da reforma global do Estado, um processo de modernização administrativa está a decorrer para reduzir a burocracia e melhorar a transparência do sistema.

O Comité de Proteção Social, a DG Santé da Comissão Europeia e o Grupo de Saúde Pública de Alto Nível consideram que as medidas recentemente implementadas em Portugal atestam que as melhorias têm respondido aos desafios colocados pelo Comité de Proteção Social, contudo, Portugal é encorajado a ir mais longe com as medidas em curso, devendo dar especial atenção à sustentabilidade a longo prazo e às questões da acessibilidade.