Tratamentos contra a hepatite C: Aprovados 34 pedidos de doentes com genótipo 2

O INFARMED – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde divulgou, no dia 31 de julho, que recebeu 34 pedidos de tratamento para o genótipo 2 do vírus da hepatite C com daclastavir, um medicamento que é administrado em conjunto com sofosbuvir.

O acesso ao tratamento pelos doentes com hepatite C tem sido garantido através de um mecanismo de financiamento centralizado na generalidade dos casos, com exceção dos doentes com genótipo 2, a quem tem sido prescrito o tratamento com daclatasvir.

Neste caso, o tratamento com sofosbuvir é financiado de forma centralizada, mas cabe ao hospital suportar o financiamento do daclatasvir, explica a Autoridade do Medicamento, acrescentando que além desta combinação de medicamentos, existem alternativas para estes doentes, entre elas o tratamento com sofosbuvir, mantendo-se as taxas de cura que se verificam para os restantes tratamentos.

Aprovados 17 mil tratamentos em quase dois anos.

O Serviço Nacional de Saúde aprovou 17.591 tratamentos a doentes com hepatite C em quase dois anos e meio, tendo sido iniciados 11.792. Dos 6.880 doentes que concluíram o tratamento, 6.639 ficaram curados, o que representa uma taxa de cura de 96,5%.

Recorda-se que o programa para o tratamento da hepatite C foi anunciado a 6 de fevereiro de 2015, após meses de negociações entre o INFARMED – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde  e a indústria farmacêutica.

Visite:

INFARMED – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde – www.infarmed.pt

SNS | Hepatite C: Aprovados mais de 17 mil tratamentos em quase 2 anos

25/07/2017

O Serviço Nacional de Saúde aprovou 17 591 tratamentos a doentes com hepatite C em quase dois anos e meio. De acordo com os dados do INFARMED – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, já foram iniciados 11 792 tratamentos, até à data de 18 de julho de 2017.

Em relação ao sucesso dos tratamentos, a taxa de cura situa-se nos 96,5%, já que, dos 6 680 tratamentos concluídos, apenas 241 doentes não ficaram curados.

Este ano, 2017, somaram-se mais duas alternativas aos medicamentos que eram utilizados e que são financiados de forma centralizada.

Recorda-se que o programa para o tratamento da hepatite C foi anunciado a 6 de fevereiro de 2015, após meses de negociações entre o INFARMED – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde  e a indústria farmacêutica.

O contrato – assinado por dois anos – prevê o pagamento por doente tratado e não por tempo de tratamento ou quantidade de medicamentos. A comparticipação do Estado português nos medicamentos abrangidos é de 100%.

Sobre a Hepatite

A hepatite é uma inflamação do fígado. Esta inflamação pode desaparecer espontaneamente ou progredir para fibrose (cicatrizes), cirrose ou cancro do fígado. Os vírus da hepatite são a causa mais comum de hepatite no mundo. Pode, também, ser causada por substâncias tóxicas (por exemplo, álcool, certos medicamentos) e doenças autoimunes.

A hepatite viral consiste num grupo de doenças infeciosas que compreende as hepatites A, B, C, D e E.

A hepatite representa um elevado risco para a saúde global, uma vez que existem cerca de 240 milhões de pessoas com infeções crónicas por hepatite B e cerca de 130-150 milhões de pessoas infetadas pelo vírus da hepatite C.

As hepatites A e E são geralmente causadas por ingestão de alimentos ou de água contaminados, enquanto que as hepatites B, C e D derivam do contacto com fluidos corporais infetados. A transmissão mais comum destes últimos tipos é através de transfusão de sangue, produtos sanguíneos contaminados e procedimentos médicos invasivos em que se utilizaram equipamentos contaminados. A transmissão da hepatite B pode ocorrer também através do contacto sexual.

Embora muitas vezes assintomática ou acompanhada de poucos sintomas, a infeção pode manifestar-se através de icterícia, urina escura, cansaço intenso, náuseas, vómitos e dor abdominal. O vírus da hepatite pode causar infeções agudas e crónicas, como, por exemplo, a inflamação do fígado, que pode levar o paciente a desenvolver cirrose e cancro hepático.

Trata-se, geralmente, de uma doença com cura, pelo que se apela ao diagnóstico precoce e consequente tratamento.

Para saber mais, consulte:

INFARMED > Hepatite C – Monitorização dos tratamentos

Veja todas as relacionadas em:

Hepatite C

Lista dos aprovados no Curso de Estudos Avançados em Gestão Pública (CEAGP/16.ª edição-2016)

«Aviso n.º 5202/2017

Lista dos aprovados no Curso de Estudos Avançados em Gestão Pública (CEAGP/16.ª edição 2016)

Nos termos do artigo 16.º da Portaria n.º 213/2009, de 24 de fevereiro, torna-se público que os formandos abaixo indicados ficaram aprovados na 16.ª Edição do Curso de Estudos Avançados em Gestão Pública – Curso Mariano Gago (2016), tendo-lhes sido atribuído o Diploma de Estudos Avançados em Gestão Pública:

Adriana Gabriel dos Santos Cadima

Alda Sofia Oliveira Delicado

Alexandra Filipa Duarte Costa

Alexandre José Lopo Sequeira Soares

Alexandre Nunes Ferreira

Ana Carolina Silvério Pires de Abreu Araújo

Ana Catarina Figueiredo Melo Nunes dos Reis de Sousa Marques

Ana Constança Vasconcelos Dias de Pinho e Melo Batista

Ana Cristina Cardoso Martins Buxo

Ana Cristina Nunes Filipe de Freitas

Ana Cristina Paiva dos Reis

Ana Cristina Trindade Raposo

Ana Isabel Mendes Duarte

Ana Luísa Gonçalves Marques

Ana Lurdes de Sousa Pacheco Soares

Ana Margarida Contreiras Batista

Ana Margarida Ferreira Mendes Soares Menezes Barbosa

Ana Maria da Fonseca Costa Clara Couto

Ana Patrícia Malva da Costa

Ana Rita Avelino Fernandes

Ana Rita da Costa Pereira

Ana Rita Ferreira Branco

Ana Rita Martins Alves Bragadesto Lopes

Anabela Henriques Monteiro

André Daniel Silva Trindade

André Filipe dos Santos Silva

António Jorge de Carvalho Lourenço Branco

António Luís Rodrigues Ferreira

António Manuel Carmona Rodrigues Mendes

António Rodrigues Salema de Andrade

Bárbara Chaves de Almeida Nogueira

Bárbara Dourado Mendes Mourão Sacur

Benedita Macedo Santos Abecasis de Carvalho

Bruno Ivo da Silva Dias

Bruno Miguel Teixeira de Aquino da Silva

Carina Alexandra Pinheiro Borges

Carla Alexandra Gomes Afonso

Carla Alexandra Ribeiro Raimundo Pinto

Carla Maria Batista Ferreira Pires

Carla Sofia Figueira Cabaço Alves Lopes

Carla Sofia Jordão Grilo

Carlos Alberto Simenta Teófilo

Carmen Sandra dos Santos Lopes

Catarina Alexandra Soares Potes

Catarina Batista Lino de Moura Gomes

Catarina Cardoso Gouveia de Castro Henriques

Catarina Filipa Alves Rodrigues Almeida

Catarina Soares Trigo

Cátia Liliana Dinis Mamede Reis

Cátia Susana Lopes de Jesus Simões

Cecília Pereira Rocha Loÿa

Clara Andreia Santos Lopes Giesta Pimentel de Albuquerque Inácio

Cláudia Suzana Martins Mendes

Cristina Isaura Firmino Marcos da Silva

Cristina Lima Abreu Dias Miranda

Daniel Cardoso Botelho Vinhais Pereira

Dário Alexandre Martins Ferreira

David José Inácio Nogueira

David Samuel Assis Nóvoas

Davide Luís Moreira Miranda

Duarte Miguel Opinião Pinto Castro Neves

Dulce Marisa Henriques Pereira

Eduardo da Silva Domingos Geraldo Fernandes

Eduardo Manuel Jacinto Brás

Elisabete da Conceição Martins Fialho

Elisabete Maria Pinto Valério

Eugénia Maria da Silva Gonçalves

Fernando Jorge Teixeira Martins Alves

Filipa Maria Domingos

Francisco Miguel Bento Borralho

Guilherme Tomé de Moura

Helder António Antunes

Helder Rafael dos Santos Moreira

Hélia Susana Grave Botas Fialho Marques

Hugo José Dionísio Santos Pereira

Hugo Ricardo Lopes Matos

Inês de Lurdes Morais Pereira

Inês Pacheco Dias Rodrigues Soares

Inês Perdigão Caeiro Rosado da Fonseca

Isabel Maria Fernandes Branco

Isabel Matias

Joana Bustorff Neves

Joana Catarina de Oliveira Agostinho

Joana Catarina Ramos Costa Matias

Joana Moreira Ferreira Cancela

Joana Sofia Pereira Janeiro Alcântara

João Carlos Mendes Henriques Nunes

João Diogo Zagalo de Figueiredo Alves Pereira

João Maria dos Santos Ferreira Bento

João Miguel Martins Sarmento Barreiros

João Telmo Cortez dos Santos Fontes Peixoto

João Vítor Pinho Saraiva

Joaquim Almeida Cordeiro de Sousa

Joel Filipe da Cunha Gonçalves

José Carlos Martinho da Silva

José Henrique Sousa de Azevedo

José Joaquim Marques

José Luís Candeias de Almeida

José Miguel Pinto de Andrade Pais

Juliana Margarida Machado Peixoto

Laura Sofia Martins Perdigão

Laurinda Susana Gregório dos Santos

Leonor Bugalho Lei

Liliana Sofia Fernandes Pereira

Luís Esteves de Melo Campos

Luís Miguel da Rocha e Silva Moreira

Mafalda de Ávila da Silveira Mendes Rosa

Marco José Duarte Conde do Amaral

Marco José Valente Mendes

Marco Paulo Amaral Paiva

Margarida Dinis Cavaleiro

Maria Clara Fialho Ramalho Burgos

Maria Cordovil Pulido Garcia

Maria Manuela Ribeiro dos Reis Carneiro Cardoso

Maria Margarida Cabrita Xavier Delgado

Maria Sofia de Abreu Freire Bandeira

Maria Teresa Figueiredo Crespo

Maria Tomé Cosme Belard da Fonseca

Mariana de Andrade Dias e Koehler

Marta de Sousa e Faro Rosado da Fonseca Vieira

Marta Isabel Gonçalves Dias da Luz

Marta Rodrigues Casqueiro Maçaroco Pimenta D’Aguiar

Miguel Farinha dos Santos da Silva Graça

Miguel José da Costa Caetano

Miguel Machado Mano Silva

Nádia Inês Grácio Roque de Almeida

Nicole Escudeiro Gabriel

Nuno Filipe Tomar de Abreu

Patrícia Margarida Franco Pereira Castro Guedes

Paula Cristina Pinto Martins

Paula Sofia Carrapato Moleiro

Paulo Celso Lopes Pinto

Paulo Jorge Saraiva Figueiredo

Paulo Sérgio Lopes Melo Nunes

Pedro Alexandre Bismarck Ferreira

Pedro Alexandre Monteiro Almeida

Pedro Campos Andrada Freire Baptista

Pedro David Lopes Filipe

Pedro de Oliveira Damião Henriques Galvão

Pedro Emanuel da Silva Lucas

Pedro Filipe Costa Barreto Borges

Pedro Filipe Nunes Moreira

Pedro Jorge da Encarnação Rio

Pedro Luís Dias da Silva Durand

Pedro Miguel Araújo Costa

Pedro Miguel Correia Marques

Pedro Miguel de Oliveira Alves Carlos

Pedro Miguel dos Santos Alexandre

Pedro Paulo de Oliveira Alcaria Guerreiro

Raquel Isabel Freitas Aiveca

Raquel Liliana de Oliveira Borges Monteiro

Raquel Sofia Gouveia Luciano

Ricardo André Branco Simões Libório

Ricardo Cardoso Ribeiro de Spínola

Ricardo de Sant’Ana Godinho Moreira

Ricardo José Amaral da Costa

Ricardo Taveira de Sousa Rodrigues

Rita Isabel Mangerico Canaipa

Rita Isabel Pepe de Góis Figueira

Rita Isabel Ribeiro Zina

Rita Lobo Fernandes Novais

Roberto Duarte Medeiros Leite

Rui Beltrão Coelho Tribuna

Rui Filipe de Brito Camacho Duarte

Rui Manuel Teixeira Reis Nobre

Rui Miguel Ivo Lopes

Sandra Pires do Carmo Lobo

Sandra Susete Viamontes Lopes

Sara Alexandra dos Anjos da Cruz

Sara Fernandes Garcia

Sara Infante Lobo de Matos

Sara Isabel Fabião Queirós

Sara Nogueira Cruz

Sérgio Paulo da Silva Pereira

Sílvia Freire Gregório dos Santos

Sílvia Margarida Rodrigues Estevens

Sílvia Sofia Alves Correia

Simone Carvalho Dias Vaz

Sofia Alexandra Gomes Pires

Sofia da Graça Cordeiro Fernandes

Sofia Leonor Castelo Branco Martins Oliveira

Sónia Alexandra Graça da Cunha Marques Mendes Alves

Sónia Mar Trigo

Sónia Sebastião Pires

Susana Alexandra da Graça Fontoura

Susana Cristina Martins Sanches

Susana de Almeida Santos Dias

Susana Margarida Fonseca Oliveira

Susana Margarida Serra Nunes

Tamara Santos Pessoa

Tânia Sofia Bernardo da Graça

Terence Coelho Lisboa

Tiago Manuel Carmona Simões da Paixão

Vanessa Massano Cândido

Vanessa Portela Santos Pimentel

Vânia Lúcia Ornelas da Silva Carvalho

Vasco Miguel Gomes Marques de Sousa Casimiro

13 de abril de 2017. – A Diretora-Geral, Elisabete Reis de Carvalho.»

Cuidados de Saúde Primários: Novo regime das USF aprovado em Conselho de Ministros

O Conselho de Ministros aprovou, no dia 20 de abril, o regime jurídico da organização e funcionamento das unidades de saúde familiar (USF) e o regime de incentivos a atribuir a todos os elementos que as constituem, bem como a remuneração a atribuir aos elementos que integram as USF de modelo B.

Decorridos nove anos da vigência deste decreto-lei, procede-se a algumas alterações e ajustes ao regime das USF, designadamente no que respeita ao seu regime de extinção, permitindo às entidades competentes um controlo mais claro e eficaz do processo, com relevante impacto na qualidade dos serviços prestados.

De acordo com o comunicado, procede-se ainda à alteração das condições e dos critérios de atribuição e forma de pagamento dos incentivos financeiros aos enfermeiros e assistentes técnicos.

Este projeto de decreto-lei insere-se na prioridade de expandir a capacidade e melhorar a qualidade e a eficácia da resposta da rede de cuidados de saúde primários.

Para saber mais, consulte:

Portal do Governo > Conselho de Ministros de 21 de abril de 2017

Aprovado Equipamento de Rastreio na Saliva para Deteção de Substâncias Psicotrópicas – Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária

Concurso 70 Operadores dos CODU – INEM: Lista Final dos Candidatos Aprovados

Saiu a Lista Unitária de Ordenação Final dos Candidatos Aprovados Homologada, relativa ao Concurso para 70 Técnicos Operadores dos CODU do Instituto Nacional de Emergência Médica.

Veja a Lista Unitária de Ordenação Final dos Candidatos Aprovados Homologada

Informação adicional:

«Publica-se a Lista Unitária de Ordenação Final dos Candidatos Aprovados no Concurso AT-TOTE 01/2015 homologada pelo Conselho Diretivo em 16/09/2015.

Os candidatos aprovados cuja Classificação Final se encontra nas primeiras 70 posições da Lista (as duas últimas foram reservadas, de acordo com o Decreto-Lei n.º 29/2001 de 3 de fevereiro, para candidatos aprovados que apresentem deficiência em grau igual ou superior a 60%) são contatados individualmente para agendamento de diligências subsequentes conducentes à celebração dos contratos de trabalho em funções públicas e início de funções.»

Veja as outras publicações sobre este concurso:

Concurso 70 Operadores dos CODU – INEM: Lista de Resultados Após Avaliação Psicológica, Entrevista e Audiência de Interessados

Concurso 70 Operadores dos CODU – INEM: Lista Unitária de Classificação Final antes de Audiência de Interesssados

Concurso 70 Operadores dos CODU – INEM: Listas de Resultados após Prova de Conhecimentos e Audiência de Interessados

Concurso para 70 Técnicos Operadores dos CODU – INEM: Listas de Resultados após Prova de Conhecimentos

Concurso para 70 Técnicos Operadores dos CODU – INEM: Listas da Avaliação Curricular Após Audiência de Interessados

Concurso para 70 Técnicos Operadores dos CODU – INEM: Listas de Resultados da Avaliação Curricular

Concurso para 70 Técnicos Operadores dos CODU – INEM: Lista de Admitidos e Excluídos Retificada após Audiência de Interessados

Aberto Concurso para 70 Técnicos Operadores dos CODU – INEM

Concurso para 70 Técnicos Operadores dos CODU – INEM: Lista de Candidatos Admitidos e Excluídos

Listas finais de Apoios Financeiros Aprovados e não Aprovados pela DGS (6)

Concurso para atribuição de apoios financeiros pela Direção-Geral da Saúde a pessoas coletivas sem fins lucrativos, aberto por aviso publicitado nos jornais “Público” e “Correio da Manhã”, de 29/12/2014, e na página eletrónica da Direção-Geral da Saúde (www.dgs.pt), ao abrigo do Decreto-Lei nº186/2006, de 12 de setembro, alterado pelo artigo 165º da Lei n.º 83-C/2013, de 31 de dezembro, e da Portaria nº 258/2013, de 13 de agosto, alterada pela Portaria nº 339/2013, de 21 de novembro.

Torna-se público que foram elaborada as seguintes listas finais de apoios aprovados e não aprovados pela DGS:

As entidades candidatas foram notificadas sobre a decisão nas respetivas datas.

Veja também:

Listas finais de Apoios Financeiros Aprovados e não Aprovados pela DGS (5)

Financiamento de Projetos a Desenvolver Por Entidades Coletivas Privadas Sem Fins Lucrativos

Listas Finais de Apoios Financeiros Aprovados e Não Aprovados pela DGS (4)

Listas Finais de Apoios Financeiros Aprovados e Não Aprovados pela DGS (3)

Listas Finais de Apoios Financeiros Aprovados e Não Aprovados pela DGS (2)

Listas finais de Apoios Financeiros Aprovados e Não Aprovados pela DGS

Algarve: Lista Final do Concurso SIDA-D-05-2014 – DGS

DGS: Lista Final do Concurso de Financiamento de Projetos a Desenvolver Por Entidades Coletivas Privadas Sem Fins Lucrativos (2)

DGS: Lista Final do Concurso de Financiamento de Projetos a Desenvolver Por Entidades Coletivas Privadas Sem Fins Lucrativos