HFF | Novos equipamentos: Unidade de Cuidados Intensivos conta com catorze novos ventiladores

08/11/2017

O Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) adquiriu catorze novos ventiladores para a Unidade de Cuidados Intensivos Polivalentes e uma nova central de monitorização, num investimento de aproximadamente meio milhão de euros.

Estes equipamentos vêm substituir e reforçar o parque de equipamentos antigos, existente desde 1996, e irão permitir prestar melhores cuidados de saúde e controlar em tempo real e à distância o estado de saúde dos doentes internados.

Em particular, o reforço dos monitores em Internamento de Cardiologia vai permitir o controlo efetivo do estado de saúde dos doentes, a partir de uma central de tecnologia atual e com total interligação com o sistema geral de gestão clínica do HFF. Em termos práticos, um só clínico tem controlo sobre a evolução dos doentes internados em cardiologia, conseguindo, por exemplo, avaliar o ritmo cardíaco, tensões arteriais e outros indicadores fundamentais para a avaliação clínica dos doentes coronários num single point of control.

Consulte:

Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca > HFF adquire e instala novos equipamentos nos Cuidados Intensivos

CHBM dispõe de três novos equipamentos na Unidade de Oftalmologia

03/10/2017

O Centro Hospitalar Barreiro Montijo (CHBM) divulga que a sua Unidade de Oftalmologia dispõe de três novos equipamentos, um biómetro ótico, um ecógrafo e um laser, adquiridos ao abrigo do Programa Lisboa 2020, «permitindo a atualização tecnológica e diferenciação técnica dos exames realizados aos utentes».

Segundo o centro hospitalar, o novo biómetro ótico permite que o exame possa ser efetuado sem contacto com o olho, garantindo melhor conforto e colaboração do utente. «Por exemplo, é fundamental para o cálculo da potência de lentes intraoculares a utilizar na cirurgia de cataratas, que é a segunda cirurgia mais realizada no Centro Hospitalar Barreiro Montijo».

Com o novo ecógrafo realizam-se exames imagiológicos que permitem obter informação sobre as propriedades dos tecidos, que por vezes não é possível através de outros equipamentos. É um método não invasivo, fácil de executar em adultos e crianças, não sendo necessário recorrer a sedação ou anestesia geral. É fiável e muito eficiente, refere o centro hospitalar.

A utilização do laser fototérmico é essencial no tratamento de diversas patologias oftalmológicas, pelo que este equipamento vai ser utilizado num elevado número de utentes nas várias consultas realizadas pela Unidade de Oftalmologia, como por exemplo nas consultas de diabetes ocular, retina médica e glaucoma.

«Inovar para melhor cuidar» é o lema que vai acompanhar este projeto no CHBM, que aposta na modernização tecnológica de diagnóstico e terapêutica, garantido desta forma inovação e cuidados de saúde de elevada qualidade e diferenciação técnica, refere o centro hospitalar.

O Lisboa 2020 é um programa operacional da União Europeia através do qual é possível adquirir novos equipamentos e substituir outros já existentes, com o objetivo de melhorar a qualidade dos cuidados prestados aos utentes, bem como as condições de trabalho dos profissionais de saúde.

Visite:

Centro Hospitalar Barreiro Montijo  – http://www.chbm.min-saude.pt/

Renovação do parque informático: Governo quer concluir a renovação dos equipamentos até final do ano

25/09/2017

O Governo espera concluir, até final de 2017, a renovação do equipamento informático dos cuidados primários, com entrega de novos computadores em agrupamentos de centros de saúde de todo o país.

Em comunicado, o Ministério da Saúde esclarece que adquiriu mais de 12 mil computadores de secretária no âmbito do objetivo da modernização informática dos cuidados de saúde primários e, que desde final de 2016, têm sido distribuídos e instalados em agrupamentos de centros de saúde, tendo por base critérios de antiguidade e necessidades mais prementes.

Os primeiros novos equipamentos informáticos foram entregues à Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro. As distribuições mais recentes, feitas à ARS Algarve com 300 computadores, e à ARS Norte que recebeu 2.100 equipamentos em setembro, revelam que o processo está em curso, «prevendo-se a sua conclusão até ao final deste ano», lê-se no comunicado divulgado.

Esta renovação do parque informático dos cuidados de saúde primários visa cumprir o objetivo do Governo de transformação digital na saúde, tendo o equipamentos sido adquirido ao abrigo do Código de Contratos Públicos.