5º Workshop UNL/DGS Epidemiologia das Doenças Respiratórias – Call for Papers

5º Workshop UNL/DGS Epidemiologia das Doenças Respiratórias - Call for Papers

No âmbito da NOVAsaúde e da parceria entre a Universidade Nova de Lisboa e a Direção-Geral da Saúde, dá-se continuação a um conjunto de sessões científicas subordinadas ao tema “Epidemiologia das Doenças Respiratórias”.

A próxima sessão terá lugar no dia 26 de maio no Instituto de Higiene e Medicina Tropical, na Junqueira, Lisboa, entre as 14:00 e as 18:00 horas.

Os autores interessados em apresentar trabalhos devem enviar um resumo por correio eletrónico para novasaude@unl.pt até ao dia 26 de abril.

Para informação mais detalhada consulte o documento em anexo.

Nomeações da DGS para os Programas de Saúde Prioritários nas Áreas de Prevenção e Controlo do Tabagismo, Promoção da Alimentação Saudável, Promoção da Atividade Física, Diabetes, Doenças Cérebro-cardiovasculares, Doenças Oncológicas, Doenças Respiratórias, Hepatites Virais, Infeção VIH/Sida e Tuberculose, Prevenção e Controlo de Infeções e de Resistência aos Antimicrobianos e Saúde Mental

«Direção-Geral da Saúde

Despacho n.º 9631/2016

No seguimento do Despacho n.º 6401/2016, do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, de 11 de maio, publicado no Diário da República, 2.ª série, n.º 94, de 16 de maio, e ao abrigo do disposto no n.º 3, nomeio os seguintes elementos, para coadjuvarem os Diretores das respetivas áreas:

a) Prevenção e Controlo do Tabagismo: Dr. Nuno Filipe Ambrósio Lopes (ACES Loures-Odivelas) e Enf. Miguel Ângelo Faria Gomes Narigão (em cedência de interesse público na DGS).

b) Promoção da Alimentação Saudável: Prof. Maria João Gregório, nutricionista, (FCNAUP), Dr. José Camolas, Nutricionista (CHLN) e Dra. Sofia Mendes de Sousa, nutricionista.

c) Promoção da Atividade Física: Professores Joana Carvalho (Faculdade de Desporto da Universidade do Porto), Adilson Marques (Faculdade de Motricidade Humana, da Universidade de Lisboa), Profª. Marlene Nunes Silva, Psicóloga Clínica, e Dra. Rita Tomás, Especialista em Medicina Física e Reabilitação, Mestre em Exercício e Saúde e Pós-Graduada em Medicina Desportiva.

d) Diabetes: Dra Joana Varela Costa (médica endocrinologista) e Enf.ª Ana Matilde Cabral (enfermeira do HBA).

e) Doenças Cérebro-cardiovasculares: Prof. Mário Espiga de Macedo (médico, Professor Aposentado da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto) e Dra. Fátima Pinto (médica, Diretora de Serviço de Cardiologia Pediátrica do Hospital de Santa Marta).

f) Doenças Oncológicas: Margarida Brito Gonçalves (assistente hospitalar de oncologia médica).

g) Doenças Respiratórias: Dra. Paula Simão (médica) e Dra. Elisabete Melo Gomes (médica aposentada);

h) Hepatites Virais: Dr Jorge Rodrigues (farmacêutico).

i) Infeção VIH/SIDA e Tuberculose: Profª. Raquel Duarte (especialista em pneumologia); Dr.ª Benvinda Santos (médica especialista em saúde pública).

j) Prevenção e Controlo de Infeções e de Resistência aos Antimicrobianos: Dr. Pedro Pacheco (ACES Almada -Seixal), Dr. Carlos Palos (médico internista e intensivista, HBA), Dra. Isabel Neves (médica, ULS Matosinhos) e Enf.ª Margarida Valente (enfermeira, CHLC).

k) Saúde Mental: Prof. Miguel Xavier, médico especialista e chefe de serviço em psiquiatria, Professor Catedrático de Psiquiatria da FCM/ UNL, assessor do PNSM (epidemiologia e organização de serviços); Dra. Paula Domingos, assistente social, Assessora do PNSM (articulação intersectorial, direitos humanos, combate ao estigma e grupos vulneráveis); Doutor Pedro Mateus, psicopedagogo, doutorado em SM pela FCM/UNL, Assessor do PNSM (relações Internacionais e formação); Dra. Conceição Tavares de Almeida, psicóloga clínica, Assessora do PNSM (infância e adolescência); Prof. Jorge Costa Santos, médico especialista em medicina legal, com formação em psiquiatria, pós-graduado em psiquiatria forense e criminologia, Professor Associado na FML (prevenção do suicídio).

18 de julho de 2016. — O Diretor -Geral da Saúde, Francisco George.»

Veja as publicações relacionadas:

Despacho do Diretor-Geral da Saúde Sobre Nomeação dos Diretores dos Programas de Saúde Prioritários

Desenvolvimento de Programas de Saúde Prioritários nas Áreas de Prevenção e Controlo do Tabagismo, Promoção da Alimentação Saudável, Promoção da Atividade Física, Diabetes, Doenças Cérebro-cardiovasculares, Doenças Oncológicas, Doenças Respiratórias, Hepatites Virais, Infeção VIH/Sida e Tuberculose, Prevenção e Controlo de Infeções e de Resistência aos Antimicrobianos e Saúde Mental

Desenvolvimento de Programas de Saúde Prioritários nas Áreas de Prevenção e Controlo do Tabagismo, Promoção da Alimentação Saudável, Promoção da Atividade Física, Diabetes, Doenças Cérebro-cardiovasculares, Doenças Oncológicas, Doenças Respiratórias, Hepatites Virais, Infeção VIH/Sida e Tuberculose, Prevenção e Controlo de Infeções e de Resistência aos Antimicrobianos e Saúde Mental

Continue reading

Relatório: Portugal – Doenças Respiratórias em Números – 2015 – DGS

Portugal - Doenças Respiratórias em números - 2015

Devido ao aumento progressivo da esperança de vida e aos efeitos do tabagismo, Portugal tem vindo a debater-se com o aumento das doenças respiratórias crónicas que constituem atualmente a terceira causa de morte a seguir às doenças cardiovasculares e ao cancro, revela o relatório “Portugal – Doenças Respiratórias em Números 2015”, apresentado pela Direção-Geral da Saúde.

A mortalidade respiratória afeta sobretudo as faixas etárias acima dos 65 anos. Efetivamente constata-se que a taxa padronizada de mortalidade respiratória abaixo desta faixa etária apresentou, em 2013, um decréscimo de 19,2% face 2009. Desta forma, assistiu-se a uma diminuição de 14,6% dos anos potenciais de vida no período em análise.

As pneumonias são a principal causa de mortalidade respiratória em Portugal Continental (46%). No entanto, registou-se uma redução na taxa padronizada de mortalidade de 23,5% em 2013, relativamente a 2009, na faixa etária abaixo dos 65 anos. Em sentido contrário, a taxa de mortalidade por asma é baixa, não tem sofrido variações significativas desde 2007, enquanto a taxa padronizada de mortalidade por bronquite, enfisema e outras doenças pulmonares obstrutivas crónicas tem vindo a decrescer desde 2007 (menos 15% em 2013).

Consulte o relatório “Portugal – Doenças Respiratórias em Números 2015”

Informação do Portal da Saúde:

Doenças Respiratórias em Números – 2015
Doenças Respiratórias em Números – 2015
DGS apresentou, dia 8 de março, o relatório “Portugal – Doenças Respiratórias em Números 2015”.

O relatório “Portugal – Doenças Respiratórias em Números 2015” foi apresentado no dia 8 de março pela Direção-Geral da Saúde.

De acordo com o documento,  devido ao aumento progressivo da esperança de vida e aos efeitos do tabagismo, Portugal tem vindo a debater-se com o aumento das doenças respiratórias crónicas que constituem atualmente a terceira causa de morte a seguir às doenças cardiovasculares e ao cancro, revela o relatório.

A mortalidade respiratória afeta sobretudo as faixas etárias acima dos 65 anos. Efetivamente constata-se que a taxa padronizada de mortalidade respiratória abaixo desta faixa etária apresentou, em 2013, um decréscimo de 19,2% face 2009. Desta forma, assistiu-se a uma diminuição de 14,6% dos anos potenciais de vida no período em análise.

As pneumonias são a principal causa de mortalidade respiratória em Portugal Continental (46%). No entanto, registou-se uma redução na taxa padronizada de mortalidade de 23,5% em 2013, relativamente a 2009, na faixa etária abaixo dos 65 anos.

Em sentido contrário, a taxa de mortalidade por asma é baixa, não tem sofrido variações significativas desde 2007, enquanto a taxa padronizada de mortalidade por bronquite, enfisema e outras doenças pulmonares obstrutivas crónicas tem vindo a decrescer desde 2007 (menos 15% em 2013).

Veja também:

Portugal – Doenças Respiratórias em números – 2014

DGS: Infeções Respiratórias 2014/2015 – Plano de Prevenção e Resposta para o Outono/Inverno

Estudo: “A Evolução da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica no Internamento Hospitalar entre 2005-2014” – DGS

Documento DGS: Regras de Prescrição de Cuidados Respiratórios Domiciliários

Folheto: Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) – DGS

Relatório – Rede Nacional de Especialidade Hospitalar e de Referenciação de Pneumologia

Relatório de Análise das Práticas Nacionais de Prescrição Eletrónica de Cuidados Respiratórios Domiciliários 2014

Estudo de Análise Preliminar dos Indicadores Nacionais de Asma – 2014

Boas Práticas e Orientações para o Controlo da Asma no Adulto e na Criança – 2ª Edição

Manual para Abordagem da Sibilância e Asma em Idade Pediátrica

Lisboa Acolhe 10ª Assembleia Mundial da Aliança da OMS para as Doenças Respiratórias a 3 e 4 de Julho

« A Global Alliance Against Chronic Respiratory Diseases (GARD), da Organização Mundial da Saúde, reúne-se na próxima semana, nos dias 3 e 4 de julho (sexta-feira e sábado) em Lisboa para discutir e analisar os dados mais recentes relativos às doenças respiratórias crónicas.

Com o patrocínio da Direção-Geral da Saúde e o apoio da Sociedade Portuguesa de Pneumologia, este evento reúne cerca de 35 organizações, governamentais e não governamentais, que representam 30 países de todo o mundo, para definir estratégias futuras comuns relativas aos objetivos da GARD, centrados nos cuidados de saúde primários.

Anfitrião deste encontro, após o convite recebido na assembleia que no passado reuniu no Brasil, Portugal é tido como uma das referências no estudo, controlo e prevenção da Asma e da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica, salientando-se o trabalho desenvolvido no âmbito do Programa Nacional para as Doenças Respiratórias da DGS.

Pela primeira vez, a reunião da GARD conta com a presença de representantes de países de língua oficial portuguesa: Cabo Verde, Angola e Moçambique.
Lançada em 2006, em Pequim, a GARD consiste numa aliança voluntária de organizações nacionais e internacionais, instituições e agências que trabalham com o objetivo comum de prevenir e controlar as doenças respiratórias crónicas.

Para mais informações consulte o Programa da 10ª Assembleia Mundial do GARD. »

Abrir documento