H. Guimarães parceiro da competição: Campeonato do Mundo de Ginástica Aeróbica tem apoio do SNS

28/11/2017

O 15.º Campeonato do Mundo de Ginástica Aeróbica vai realizar-se em Portugal, entre os dias 1 e 3 de junho de 2018, no Multiusos de Guimarães.

O Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães foi a entidade prestadora de cuidados de saúde escolhida, pela organização, para parceiro oficial durante o evento. Todo o tipo de necessidades de cuidados de saúde será articulado entre a organização do campeonato, localmente a cargo da Tempo Livre, e o Hospital de Guimarães, garantindo um seguimento adequado aos atletas em competição neste evento de dimensão internacional.

A receção do campeonato em Guimarães foi anunciada pelo comité executivo do órgão de cúpula da ginástica mundial – Federação Internacional de Ginástica (FIG) no dia 31 de julho, em Tonsberg, Noruega.

Além do campeonato do mundo, Guimarães também irá acolher a competição mundial por grupos de idades, entre 25 e 27 de maio.

A prova, realizada de dois em dois anos, teve a sua edição inaugural em 1995, em Paris, França, e decorrerá pela primeira vez em Portugal, depois de em 2016 ter acontecido em Incheon, Coreia do Sul.

Visite:

Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães – http://www.hospitaldeguimaraes.min-saude.pt/

Sustentabilidade e eficiência no SNS: Hospital de Guimarães investe 3,6 milhões em eficiência energética

05/09/2017

O Hospital da Senhora da Oliveira – Guimarães (Hospital de Guimarães) vai implementar um projeto de sustentabilidade e eficiência no uso de recursos energéticos com um valor total de 3,6 milhões de euros.

O projeto foi candidatado a fundos comunitários do Programa Portugal 2020 e foi agora aprovado com uma comparticipação pelo Fundo de Coesão da União Europeia de 95%. Será implementado nos anos 2017-18 e estará totalmente operacional em 2019, permitindo uma poupança anual estimada de 350.000€ através da produção autónoma de energia por fontes renováveis e pela redução do próprio consumo de energia.

O projeto tem como objetivo principal uma gestão sustentável, integrada e racional da energia nos edifícios do Hospital. Para tal, prevê a aplicação de isolamento térmico nas paredes e coberturas exteriores dos edifícios hospitalares; a substituição de vãos envidraçados por soluções mais eficientes com caixilharia em PVC e aplicação de película sombreadora; ao nível dos sistemas técnicos, prevê a substituição dos atuais chillers, a passagem das caldeiras para biomassa e a colocação de variadores de frequência nos elevadores; a colocação de iluminação led no interior e exterior dos edifícios; a instalação de um sistema de produção de energia elétrica para autoconsumo, baseado em painéis fotovoltaicos; e a instalação de um sistema e equipamentos para gestão do consumo de energia (energy manager).

Os investimentos em causa, sobre os maiores sistemas de consumo do Hospital, implicarão uma redução não só da fatura energética mensal, como trarão benefícios indiretos, como sejam a poupança em manutenção, o conforto dos utilizadores e a segurança no abastecimento. É assim um projeto que, na sua essência, fomenta a sustentabilidade do Hospital, o uso eficiente da energia, reduz os custos e as emissões de gases para a atmosfera. Objetivos que se enquadram no Programa Portugal 2020 na rubrica de apoio à eficiência energética nas infraestruturas públicas.

O Presidente do Conselho de Administração do Hospital, Delfim Rodrigues, refere a propósito da aprovação deste projeto pelo Programa Portugal 2020 que «é um importante passo para o Hospital, quer no que toca à poupança energética, quer na utilização sustentável dos recursos. Será uma grande intervenção nos edifícios do Hospital, mudando de forma radical toda a gestão energética e tornando o hospital mais sustentável e amigo do ambiente. A poupança resultante deste projeto permitirá investirmos noutras áreas de atividade do Hospital, beneficiando os cidadãos que procuram os nossos serviços».

Visite:

Hospital da Senhora da Oliveira – Guimarães – Notícias

Aposta na investigação: Ensaios clínicos crescem 30% no Hospital de Guimarães

31/08/2017

De acordo com informação do Hospital da Senhora da Oliveira – Guimarães (Hospital de Guimarães), os ensaios clínicos cresceram 30% no primeiro semestre de 2017.

A investigação, nomeadamente através de ensaios clínicos, tem sido uma aposta no hospital nos últimos anos. A criação de um Centro Académico, em 2014, impulsionou e dinamizou a investigação enquanto fator de melhoria da prestação de cuidados médicos de qualidade. Os ensaios clínicos permitem também o tratamento inovador aos doentes.

Os responsáveis do Centro Académico do hospital referem, a propósito deste crescimento, que «volvido o primeiro semestre de 2017, de forma impressionante e inquestionável, foram ultrapassadas todas as melhores expectativas».

De um total de 79 estudos clínicos, destacam-se quatro ensaios clínicos em fase II e um ensaio clínico em fase I.

Não existe melhor retorno do que o investimento na formação e gratificação dos profissionais de saúde. Estes cumprem os objetivos assistenciais clínicos e de educação da instituição, devolvem, inovam, superam-se e, contra todas as adversidades, lutam e defendem um futuro melhor. Estas evidências marcam, mais do que quantidade, um salto qualitativo e ventos de um ciclo num hospital que considera merecer ser universitário.

Os números mostram um aumento constante no número de ensaios clínicos desde 2014. Destacam-se na implementação de ensaios as especialidades de neurologia, gastrenterologia, cardiologia, oncologia, pneumologia, otorrinolaringologia, urologia, imunoalergologia e anestesiologia.

Visite:

Hospital da Senhora da Oliveira – Guimarães – http://www.hospitaldeguimaraes.min-saude.pt/