Protocolo de cooperação: Hospital de Guimarães vai tratar atletas do Vitória SC

18/08/2017

O Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães (HSOG) e o Vitória Sport Clube (VSC) assinaram um protocolo de cooperação, no dia 18 de agosto, que contempla a prestação de cuidados de saúde aos atletas.

Este protocolo tem a duração de pelo menos dois anos e tem como objetivo principal a prestação de serviços de saúde diferenciados, compreendidos na especialidade de Medicina Desportiva, por parte do Hospital aos atletas do VSC, nomeadamente na realização de exames auxiliares de diagnóstico, atos cirúrgicos e consultas de especialidade.

O acompanhamento será realizado para os atletas do VSC vinculados por contrato profissional de futebol, um universo estimado de 60 atletas.

O Hospital de Guimarães designou também uma equipa multidisciplinar de especialistas que irá acompanhar e monitorizar os tratamentos prestados aos atletas, tendo já sido realizados os exames da pré-época.

A prestação destes serviços de saúde ao VSC será efetuada em adicional ao normal atendimento aos cidadãos que procuram o Hospital, não influindo no acesso ao mesmo. Apenas reflete o reconhecimento da qualidade dos cuidados prestados e que estão disponíveis no dia-a-dia para qualquer cidadão.

A Medicina Desportiva é uma área que o HSOG pretende desenvolver, respondendo às necessidades da população que, cada vez mais, pratica desporto. Sendo a prática moderada de desporto um conselho básico em saúde, ajudando por exemplo na prevenção de várias doenças, o Hospital tem como objetivo criar um Centro de Medicina Desportiva a médio prazo.

Um centro com resposta de tratamento multidisciplinar e também formador, apoiado em várias especialidades médicas, cujo primeiro passo é a assinatura deste protocolo com o VSC.

Para saber mais, consulte:

Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães > Notícias

Doença de Fabry: Trabalho sobre perfil auditivo vence prémio – Hospital de Guimarães

08/06/2017

O Hospital da Senhora da Oliveira – Guimarães (Hospital de Guimarães), como centro de referência nacional e europeu em doenças lisossomais de sobrecarga, acompanha muitos doentes com a doença de Fabry (doença rara) e tem contribuído amplamente para aumentar a compreensão da mesma.

O trabalho apresentado por Jorge Rodrigues, médico de otorrinolaringologia do Hospital de Guimarães, na Reunião Anual da Associação Portuguesa de Otoneurologia, ocorrida em Montargil, no passado dia 20 de maio, foi vencedor do primeiro prémio, por abordar um tema pouco conhecido na literatura.

O seguimento dos doentes de Fabry em consulta de otorrinolaringologia permitiu conhecer um pouco mais sobre o atingimento do ouvido interno por esta doença rara de sobrecarga lisossomal. Concretamente, verificou-se que os zumbidos e a perda auditiva são frequentes na doença de Fabry e que estes doentes apresentam limiares auditivos piores do que a média da população geral, resultantes do atingimento da cóclea.

Segundo Jorge Rodrigues, este trabalho permitiu «demonstrar que o ouvido interno também é atingido na doença de Fabry, condicionando pior acuidade auditiva, pelo que estes doentes necessitam de um acompanhamento por parte de otorrinolaringologia.»

Visite:

Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães – http://www.hospitaldeguimaraes.min-saude.pt/

Concessão de medalha de mérito de proteção e socorro, no grau ouro e distintivo azul, à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Guimarães

Logo Diário da República

«Despacho n.º 3075/2017

Por ocasião da celebração do 140.º aniversário da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Guimarães e reconhecendo o exemplar percurso da sua existência ao serviço da comunidade e da proteção e socorro de populações com uma atuação sempre caracterizada pelo heroísmo, pela abnegação e pela solidariedade para com o próximo, concedo à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Guimarães nos termos do disposto nos n.os 1 e 2 do artigo 3.º e do n.º 1, do artigo 4.º, ambos do regulamento anexo à portaria 980-A/2006 (2.ª série), de 14 de junho, a medalha de mérito de proteção e socorro, no grau ouro e distintivo azul.

20 de março de 2017. – A Ministra da Administração Interna, Maria Constança Dias Urbano de Sousa.»

Sessão Formativa “Diálogos de Ética: Fim de Vida” a 20 de Outubro em Guimarães

Hospital de Guimarães promove sessão formativa dia 20 de outubro

“Diálogos de Ética: Fim de Vida” é o tema da sessão organizada pela Comissão de Ética para a Saúde do Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães, no âmbito das comemorações dos seus 25 anos. A iniciativa através da sua, organiza a sessão “Diálogos de Ética: Fim de Vida”, no dia 20 de outubro, a partir das 9 horas, no auditório da unidade hospitalar. Esta iniciativa insere-se no âmbito das comemorações dos 25 anos do Hospital de Guimarães.

A Comissão de Ética para a Saúde regressa assim ao primeiro tema dos “Diálogos de Ética”, que iniciou em 2009, com a participação de conceituados oradores, convidando os profissionais de saúde e a comunidade em geral a participar na sessão.

Temas:

  • Eutanásia
  • Morte medicamente assistida
  • Futilidade terapêutica
  • Cuidados paliativos: adequação terapêutica
  • Cuidados paliativos: hidratação e alimentação

“A doença incurável acarreta para a pessoa uma série de perdas sucessivas, que colocam em perigo o seu equilíbrio. Estas perdas surgem, em primeiro lugar, da própria doença, mas também das hospitalizações necessárias, dos tratamentos com a sua sequência de efeitos laterais penosos e das recaídas ou ausência de cura. Todos estes fatores provocam no doente a perda da sua identidade e de suas referências. Chegámos à inevitabilidade de não curarmos todos os nossos doentes da morte… Por vezes sofremos demais ao tentarmos simplesmente não morrer! É preciso saber mais… para fazer menos”, explica João Reis, Presidente da Comissão de Ética para a Saúde do Hospital de Guimarães.

Da sessão serão emitidos certificados formativos de presença aos participantes, não sendo necessária inscrição prévia.

Para saber mais, consulte:

Acordo de Empresa entre a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Guimarães e o SNBP – Sindicato Nacional dos Bombeiros Profissionais – Alteração Salarial e Outras

Foi publicado hoje, 22/08/2016, no Boletim do Trabalho e Emprego n.º 31/2006, o Acordo de empresa entre a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Guimarães e o SNBP – Sindicato Nacional dos Bombeiros Profissionais – Alteração salarial e outras.

Veja o BTE Nº 31/2016 de 22 de Agosto, página 94 do ficheiro pdf ou 2732 da paginação.