Assembleia da República Recomenda ao Governo que analise a evolução dos impactos na saúde do consumo de canábis e a sua utilização adequada para fins terapêuticos, tomando as medidas necessárias à prevenção do consumo desta substância psicoativa

Continue reading

A evolução do aleitamento materno em Portugal nas últimas duas décadas: dados dos Inquéritos Nacionais de Saúde – INSA

imagem do post do A evolução do aleitamento materno em Portugal nas últimas duas décadas: dados dos Inquéritos Nacionais de Saúde

29-09-2017

Nas últimas duas décadas, registou-se uma evolução positiva nas práticas de aleitamento materno aos três e quatro meses, tendo duplicado a prevalência de mulheres a amamentar em exclusivo, segundo um estudo do Departamento de Epidemiologia do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge e da Escola Nacional de Saúde Pública. Este trabalho teve por base dados de quatro Inquéritos Nacionais de Saúde (1995/96 – 1998/99 – 2005/06 – 2014).

Numa amostra constituída por 5912 mulheres com idades entre 15 e os 55 anos, a percentagem de mulheres residentes no Continente que amamentaram em exclusivo pelo menos até aos três meses aumentou de forma estatisticamente significativa, de 34,6% em 1995/96 para 60,6% em 2014. Também a percentagem de mulheres respondentes que amamentaram em exclusivo pelo menos até aos quatro meses aumentou de forma estatisticamente significativa, passando de 26,8% (1995/96) para 53% (2014) no Continente e de 41,2% (2005/06) para 48,5% (2014) em Portugal.

De acordo com os autores deste estudo preliminar, a “melhoria parece estar relacionada com as ações desenvolvidas no âmbito do programa IHAB [Iniciativa Hospital Amigo dos Bebés] e as medidas de promoção preconizadas”. “Também as alterações legislativas sobre o período de licença de maternidade implementadas em Portugal poderão ter tido uma influência positiva”, acrescentam.

A OMS e a UNICEF iniciaram, em 1992, o programa Baby Friendly Hospital Initiative, assente na Declaração Innocenti, tendo Portugal aderido em 1994 com o programa nacional Iniciativa Hospital Amigo dos Bebés (IHAB). Atualmente são 15 os hospitais acreditados e a Comissão Nacional Iniciativa Amiga dos Bebés certificou, em 2016, a primeira unidade de cuidados de saúde primários (ACES Lisboa Ocidental e Oeiras).

Em Portugal, a Semana do Aleitamento Materno realiza-se de 29 setembro a 6 de outubro de 2017 sob o tema: “Todos juntos pelo Aleitamento Materno”. O Instituto Ricardo Jorge associou-se às comemorações, em colaboração com Comissão Nacional Iniciativa Amiga dos Bebés, participando na Conferência Internacional de Aleitamento Materno, que decorreu, dia 29 de setembro, na Escola Superior de Enfermagem de Lisboa.

Estudo: “A Evolução da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica no Internamento Hospitalar entre 2005-2014” – DGS

A evolução da DPOC no internamento hospitalar entre 2005-2014

A Direção Geral de Saúde, através do Programa Nacional para as Doenças Respiratórias, divulga o estudo “A evolução da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica no internamento hospitalar entre 2005-2014”.

Um dos objetivos do Programa Nacional para as Doenças Respiratórias consiste na redução em 10% do número de internamentos por doenças respiratórias crónica, grupo em que a DPOC se insere. Para essa estratégia importa conhecer com rigor a evolução e o impacte dos doentes no internamento hospitalar e caracterizar em múltiplas dimensões a procura expressa.

Veja aqui o estudo

CHL Apoia Evolução do IPLeiria para Universidade

Logótipo do CHL

Centro Hospitalar de Leiria apoia a evolução e reconhecimento do Instituto Politécnico de Leiria para Universidade.

O Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Leiria, EPE (CHL) decidiu aprovar por unanimidade o apoio à evolução do Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria) para universidade.

Para o CHL, Leiria deve ser dotada de uma universidade, sendo uma evolução natural e justa e que constitui uma mais-valia para o seu desenvolvimento e criação de valor para toda a sua área de influência.

A relevância da articulação do CHL com o IPLeiria através de protocolos de cooperação, nomeadamente os estabelecidos com a Escola Superior de Saúde e a Escola Superior de Tecnologia e Gestão, que permitem a intervenção nas mais diversas áreas de conhecimento, é um fator importante de desenvolvimento do CHL, especifica Helder Roque, presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar. “Pelo percurso realizado até aqui e pelas potencialidades que o IPLeiria demonstra ter ao nível da formação e da investigação, é perfeitamente natural esta evolução e reconhecimento”, destaca.

Outro aspeto destacado pelo Conselho de Administração é que o estatuto de universidade permite a outorga de todos os graus académicos, nomeadamente o de doutor, o acesso a fundos específicos de financiamento, sobretudo destinados à investigação científica, e um maior reconhecimento internacional, o que facilita o processo de internacionalização e a captação de estudantes internacionais para a região.

«O potencial de desenvolvimento que uma universidade possui é bastante superior ao de um politécnico, nomeadamente nas áreas da investigação científica e da inovação. Esta transformação permite a evolução das instituições e das empresas que existem na nossa região e no nosso país», salienta Helder Roque.

De acordo com os dados oficiais, o IPLeiria é a nona maior instituição de ensino superior público em Portugal, entre institutos politécnicos e universidades. Encontra-se localizado numa região com 700 mil habitantes que não é servida por qualquer instituição pública ou privada de ensino universitário.

Segundo a Lei n.º 62/2007, de 10 de setembro, do Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior, o IPLeiria cumpre todos os requisitos que a lei estabelece para a criação e funcionamento de um estabelecimento de ensino como universidade, só não se verificando o requisito relativo à atribuição do grau de doutor por estar administrativamente impedido de o fazer.

ACSS: Execução Financeira do SNS de Dezembro de 2014 e Evolução de Dívidas a Fornecedores

A ACSS, I.P. divulga o relatório de execução financeira do SNS relativo a dezembro de 2014, bem como a evolução das dívidas do SNS a fornecedores.

Execução Financeira de dezembro de 2014 – Nota de imprensa

Evolução das dívidas a fornecedores – Nota de imprensa

Relatório de execução financeira do SNS – dezembro de 2014